Header Ads

10 dicas para relacionamentos saudáveis


Sabemos que relacionamentos saudáveis ​​aumentam nossa felicidade, melhoram a saúde e reduzem o estresse. Estudos mostram que pessoas com relacionamentos saudáveis ​​têm mais felicidade e menos estresse. Existem maneiras básicas de tornar os relacionamentos saudáveis, mesmo que cada relacionamento seja diferente. Essas dicas se aplicam a todos os tipos de relacionamentos: amizades, relações de trabalho e familiares e parcerias românticas.

1. Mantenha as expectativas realistas. Nem tudo é como gostaríamos que fosse. Relacionamentos saudáveis ​​significam aceitar as pessoas como elas são e não tentar mudá-las.

2. Converse. Não pode ser dito o suficiente: a comunicação é essencial para relacionamentos saudáveis.

  • Aproveite o tempo. Realmente esteja presente.
  • Ouça de verdade. Não interrompa ou planeje o que você vai dizer em seguida. Tente entender completamente a perspectiva deles.
  • Pergunte.  Mostre que você está interessado. Pergunte sobre suas experiências, sentimentos, opiniões e interesses.
  • Compartilhe informação. Estudos mostram que compartilhar informações ajuda a manter os relacionamentos. Deixe as pessoas saberem quem você é, mas não se sobrecarregue com muitas informações pessoais cedo demais.

3. Seja flexível. É natural sentir-se desconfortável com as mudanças. Relacionamentos saudáveis ​​permitem mudança e crescimento.

4. Cuide-se também. Relacionamentos saudáveis ​​são mútuos, com espaço para as necessidades de ambas as pessoas.

5. Seja confiável. Se você faz planos com alguém, siga em frente. Se você assumir uma responsabilidade, complete-a. Relacionamentos saudáveis ​​são confiáveis.

6. Em uma discussão, seja justo. A maioria dos relacionamentos tem algum conflito. Significa apenas que você discorda sobre algo; não tem que significar que você não gosta um do outro.

  • Acalme-se antes de falar. A conversa será mais produtiva se você a tiver quando suas emoções esfriarem um pouco, para que você não diga algo que possa se arrepender mais tarde.
  • Use “declarações eu”.  Compartilhe como você se sente e o que deseja sem atribuir culpa ou motivos. Por exemplo, “Quando você não me liga, eu começo a sentir que você não se importa comigo” ao invés de “Você nunca me liga quando está fora. Acho que sou o único que se importa com esse relacionamento.”
  • Mantenha sua linguagem clara e específica.  Tente descrever o comportamento com o qual você está chateado, evitando críticas e julgamentos. Ataque o problema, não a pessoa.
  • Concentre-se no problema atual.  A conversa provavelmente ficará atolada se você acumular tudo o que o incomoda. Evite usar a linguagem “sempre” e “nunca” e resolva um problema de cada vez.
  • Assuma a responsabilidade pelos erros.  Peça desculpas se você fez algo errado; é um longo caminho para acertar as coisas novamente.
  • Reconhecer que alguns problemas não são facilmente resolvidos.  Nem todas as diferenças ou dificuldades podem ser resolvidas. Vocês são pessoas diferentes e seus valores, crenças, hábitos e personalidade podem nem sempre estar alinhados. A comunicação ajuda muito a entender um ao outro e a lidar com as preocupações, mas algumas coisas estão profundamente enraizadas e podem não mudar significativamente. É importante descobrir por si mesmo o que você pode aceitar ou quando um relacionamento não é mais saudável para você.

7. Seja afirmativo.  Casais felizes têm uma proporção de 5 interações ou sentimentos positivos para cada interação ou sentimento negativo. Expresse calor e carinho!

8. Mantenha sua vida equilibrada. Outras pessoas ajudam a tornar nossas vidas satisfatórias, mas não podem atender a todas as necessidades. Encontre o que lhe interessa e envolva-se. Relacionamentos saudáveis ​​têm espaço para atividades externas.

9. É um processo. Pode parecer que todos nas relações estão confiantes e conectados, mas a maioria das pessoas compartilha preocupações sobre se encaixar e se dar bem com os outros. Leva tempo para conhecer pessoas e conhecê-las. Relacionamentos saudáveis ​​podem ser aprendidos e praticados, e continuar melhorando.

10. Seja você mesmo! É muito mais fácil e divertido ser autêntico do que fingir ser algo ou outra pessoa. Relacionamentos saudáveis ​​são feitos de pessoas reais.

Adaptado da Kansas State University (2006) e dos Peer Advocates of Sexual Respect do Amherst College (2007).

Sobre o Autor:
Luciana Costa Escritora, Coach e Terapeuta holístico. Especialista em Terapia Quântica, Autoconhecimento e Lei da Atração.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.