Header Ads

Por que procrastinamos?


A definição de um procrastinador é: "alguém que fica atrasando coisas que devem ser feitas".

A procrastinação pode vir na forma de fazer muitas tarefas menores que não são tão importantes, para evitar as maiores que são.

Mas também pode significar adiar essas tarefas menores - talvez você se pegue fazendo qualquer coisa, menos aquela pequena coisa que realmente precisa fazer.

Isso soa familiar? Em caso afirmativo, não se preocupe - você não está sozinho.

A procrastinação afeta as vidas de mais da metade dos brasileiros e as principais tarefas que estamos adiando incluem trabalho doméstico, exercícios, reparos domésticos, fazer dieta, etc.

Agora que entendemos que estamos procrastinando, mas por que fazemos isso?

O ato de procrastinar é associado à preguiça por alguns, e talvez você até tenha essa opinião - mas não é o caso. Você vai fazer isso eventualmente, e muitas vezes está apenas lutando para começar - ou talvez, terminar.

Em primeiro lugar, existem quatro tipos de procrastinadores. Estes são:

1. O Performer - Esse tipo de procrastinador afirma trabalhar bem sob pressão e, portanto, dá a isso o motivo para deixar as tarefas para o último minuto possível.

2. O Autodepreciativo - essa pessoa é dura consigo mesma - esses são os que têm mais probabilidade de ver sua procrastinação como preguiça.

3. O atarefado - Estar muito ocupado é a razão pela qual essa pessoa procrastina. Frequentemente, eles preenchem sua agenda ou lista de tarefas e, portanto, não conseguem encontrar tempo para realizar certas tarefas.

4. O Buscador de Novidades - se você continua surgindo com novas ideias e não conclui a anterior, então você pode ser o buscador de novidades.

Você acha que se encaixa em uma das opções acima?

Entender que tipo de procrastinador você é ajudará de alguma forma a saber o que você precisa fazer para superar.

Mas o que está fazendo você procrastinar em primeiro lugar? Pode ser que a tarefa seja entediante e você simplesmente não queira executá-la ou pode ser uma das seguintes opções:

  • Medo de falha / feedback negativo
  • Ansiedade / depressão
  • É arriscado
  • Perfeccionismo
  • As recompensas estão muito longe, no futuro
  • Falta de energia / exaustão
  • Indecisão

Esses fatores atrapalham nosso autocontrole e motivação para realizar uma tarefa - é por isso que nem sempre fazemos algo, embora saibamos que deveríamos, e que teremos de fazer, eventualmente.

Seja qual for o motivo para adiá-la, essa tarefa não irá embora e, sem dúvida, estará em sua mente até que você a faça.

Às vezes, são as pequenas tarefas que mais procrastinamos - e, ao fazê-lo, elas se tornam muito maiores e algo que começamos a temer cada vez mais.

Portanto, se você se pega procrastinando, seja qual for a tarefa e não importa o motivo - o mais importante é a autocompaixão. Não se culpe por procrastinar, porque você só vai piorar as coisas.

Perdoe-se e aceite que demorou um pouco mais para fazer isso. Em última análise, isso reduzirá o estresse que vem com com a procrastinação e ajudará a tornar mais fácil fazer a tarefa quando for necessário.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.