Header Ads

Entendendo o processo de co-criação da realidade


Esse texto foi uma explicação que postei no grupo do blog no Telegram.

"Vou postar agora o que eu entendi sobre co-criação e porque temos dificuldades em co-criar nossa realidade, mesmo sabendo como as coisas funcionam.

Eu vou usar o modelo do Bob Proctor, que ele usa nas palestras.



A imagem mostra como somos. 5% é nossa mente consciente, que é a mente imaginativa, criativa, que observa e interpreta o mundo através dos cinco sentidos(audição, visão, tato, paladar e olfato). Os outros 95% é nossa mente subconsciente, o local onde ficam armazenados todas as experiências e crenças que nós imprimimos com foco e sentimento através da mente consciente. Todas essas crenças e experiências passam a ser a nossa programação e comandam as ações do corpo, criando nossa realidade.

O paradigma é essa programação. Todo seu comportamento, crenças e pensamentos são definidos por esses 95%. Mesmo que sua mente consciente entenda que certo comportamento tem que mudar, enquanto não for mudado no subconsciente, o padrão sempre se repetirá.

Boa parte desse paradigma ou programação, nós recebemos na infância, através de nossos pais, professores e lideres religiosos, se a família frequenta alguma religião ou tem alguma crença religiosa, ainda que não frequente nenhum grupo. A criança, até mais ou menos sete anos de idade, não tem defesas para pensamentos negativos ou positivos, ela simplesmente aprende por observação e tudo é absorvido pela mente subconsciente, que é neutra e não sabe a diferença entre certo ou errado. É a mente consciente que determina isso. Quando a criança alcança a idade de entendimento, ela começa a experimentar o mundo com o consciente, mas já tem boa parte de crenças, limitações e ideias implantadas por pessoas de seu convívio pessoal.

Depois disso, a única maneira de se mudar essa programação é por meio de hipnose ou repetição. Só conseguimos vencer certos hábitos colocando outro hábito no lugar. Algumas dessas crenças são imprimidas também quando temos algum trauma, onde a emoção forte ajudou a implantar essa nova programação. Por isso que a maioria só muda quando chega num estágio que chamamos de "fundo do poço", onde as emoções ajudam a implantar a ideia de mudança mais rápido.

A mente só entende e interpreta vibrações, imagens e símbolos. O subconsciente também. Todos os seus pensamentos são em imagens. Você não pensa em texto, você pensa em forma de imagens. Até uma palavra quando você pensa nela, ela surge como uma imagem. Se você pensa na palavra amor, por exemplo, você pode visualizar a palavra escrita, ou um coração, ou um casal de apaixonados. É assim que o cérebro interpreta. Por isso, não basta apenas repetir afirmações, é preciso visualizar e colocar emoção no que está dizendo e visualizando. E é preciso repetir até que a mudança ocorra. 

Nós temos algumas pistas de qual programação recebemos na infância investigando nosso próprio meio. Nossa família, nossos relacionamentos, nosso circulo de amizade(semelhante atrai semelhante), porque nosso exterior é reflexo do nosso interior. A partir daí, podemos identificar os padrões e ajustar as mudanças, criando afirmações contrárias, aquelas que queremos que se torne a nova programação e repetir com foco e sentimento.

Antes de termos consciência ou despertarmos da Matrix, tudo isso era feito de forma automática, a gente vivia no piloto automático do subconsciente. Agora que estamos despertos, podemos tomar o controle da nossa vida e fazer a mudança de realidade que queremos. Para isso, precisamos mudar o paradigma, a programação que foi colocada em nós, durante a vida, não só por nossa família, porque tem a mídia, as redes sociais. O sistema sempre repete aquilo que querem implantar em nós. Estamos sempre sendo alvo de novas programações a serem inseridas no nosso subconsciente através da TV ou das redes sociais. Só ver o que costumamos seguir e assistir. A repetição daquilo imprime no subconsciente os conceitos que o sistema quer que acreditemos e assim vivemos a vida que eles programaram para nós. Matrix não é ficção, é um documentário de como as coisas funcionam por aqui. 

Agora, como isso tudo funciona na co-criação? A física quântica diz que tudo é onda, tudo é partícula, tudo é energia, tudo é vibração. Qualquer pensamento ou sentimento que você tiver, gera uma onda que vai vibrando pelo Universo e volta para você, que a gerou. Em volta de nós tem um campo eletromagnético, tudo o que emanamos através dos pensamentos e sentimentos, além de voltar para nós, atrai o que for semelhante. Como uma antena de TV, quando vibramos em certa frequência, atraímos tudo próximo de nós que está nessa mesma faixa vibracional, mesma frequência que emitimos. Se nossa frequência estiver baixa, atraímos tudo o que é ruim e negativo. Se nossa frequência estiver alta, atraímos tudo o que for bom e positivo. Basta um pensamento. Nossos sentimentos ajudam a identificar se o pensamento é negativo ou positivo. Se mantivermos o foco nesse pensamento com sentimento, atraímos exatamente o que pensamos. 

Lembrando: nós não somos nossos pensamentos. Eles são gerados pelo cérebro, através das nossas experiências impressas na programação da mente subconsciente, através das expêriencias que temos na mente consciente através dos cinco sentidos, através de sugestões de amigos, pessoas a nossa volta, mídia e internet e, a nível mais sutil, sugestões de obsessores(negativos) e mentores e mestres(positivos). Quando você se identifica emocionalmente com um pensamento, e fica repetindo esse pensamento por muito tempo, a ponto de sentir intensamente esse pensamento, ele vai para o subconsciente e se torna parte da programação, do paradigma. Você agora entende quando tem um pensamento que não para de se repetir ou aquela musica que gruda na sua mente. Se não mudar o foco, vira crença no subconsciente.

Voltando a co-criação. Pense no seu desejo. Imagine com todos os detalhes aquilo que você deseja receber, o que quer que seja parte da sua realidade. Faça esse pedido para o Todo, para o Universo. Diga que deseja tal coisa e fale os detalhes. Feito isso, é só soltar. E o que é soltar? É confiar que o Todo irá encontrar o melhor caminho para que seu desejo chegue até você. É não pensar em como isso vai acontecer, não é seu pensamento. Ficar pensando em como é como duvidar. Você anula a onda do pedido com uma onda contrária. E ficar na ansiedade de se já está chegando ativa o efeito Zenão e atrasa o processo. Mais uma vez é como duvidar da capacidade do Todo de rearranjar o Universo para seu pedido ser realizado. E o que você faz para que não fique ansioso? Essa é a parte divertida. Você imagina o resultado final. Você se visualiza já usufruindo do seu pedido, como se fosse realidade, porque, na verdade, já é seu. 

Quando você sente um desejo, simplesmente você, por um momento, entrou em fase(ressonância) com ele em outro plano. Seu desejo já existe em outro plano, o seu eu de outra dimensão, o seu eu do futuro já está vivendo isso. Você só tem que trazer para essa realidade. E imaginar-se já com o desejo realizado e manter esse foco de pensamento a ponto de ser um pensamento obsessivo, até você sentir toda gratidão de verdade porque já é real. O cérebro não sabe a diferença entre real e imaginação. E isso vai para seu subconsciente e se torna sua nova realidade. Quando se fala em ter foco, é no objetivo final. Foque com gratidão e felicidade no desejo realizado. Deixa o como com o Todo. Não pense nisso, viva sua vida normalmente e, pelo menos duas vezes no dia, pare tudo e imagine o resultado final alcançado, sendo real. Esteja atento as oportunidades que surgirem, as ideias que vierem do nada na sua cabeça. As pessoas que te procuram. Pode ser o Universo enviando os meios para concretizar seu desejo.

É isso. Espero que possa ajudar todos vocês a alcançarem o que eu alcancei e passemos agora, conscientes, a co-criar nossa realidade. É desejo do Todo que todas as suas Centelhas sejam felizes e realizadas."

Luciana Costa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.